Page Nav

HIDE

Páginas

{fbt_classic_header}

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

latest

Ads Place

Estádio do River Plate se tornará o maior da América do Sul

Time argentino divulgou projeto de remodelação que custará cerca de 40 milhões de dólares O clube argentino R...

Atualidade Politica

Time argentino divulgou projeto de remodelação que custará cerca de 40 milhões de dólares


O clube argentino River Plate anunciou, na última terça-feira (8), o projeto de remodelação do estádio Monumental de Núñez, que fica em Buenos Aires, a capital do país. O projeto irá transformá-lo no maior estádio da América do Sul.

Mesmo depois de reformas menores nos últimos meses — no gramado e na pista de atletismo —, a diretoria do clube decidiu expandir as arquibancadas. Agora, ao invés de 72 mil assentos, o estádio comportará 81 mil torcedores.

Atualmente, o posto de maior capacidade de público na América do Sul é do estádio Monumental de Lima, no Peru, abrigando até 80 mil pessoas. Em seguida, as maiores capacidades são dos brasileiros Maracanã, Mané Garrincha e Morumbi.

O projeto tem orçamento estimado em US$ 40 milhões (R$ 211,6 milhões) e já está em processo de aprovação pelo Conselho de Administração e pela Assembleia dos Deputados, de acordo com o presidente do clube, Jorge Brito.

O presidente ainda explica que, assim que aprovado pelas instituições responsáveis, o projeto seguirá com as construções. "É um dia muito importante para todos. Estamos aqui para continuar o legado de Antonio Vespucio Liberti (presidente do clube por 20 anos) e tornar seu sonho ainda maior."

As mudanças no local incluem uma tecnologia híbrida no campo de jogo — com sistema de ventilação e ar-condicionado —, uma maior aproximação dos torcedores com o local, o novo visual das arquibancadas, camarotes, restaurante 24 horas, três níveis de estacionamento e um novo Instituto River. Além disso, o clube também unificará o túnel de acesso aos vestiários.

As obras foram divididas em duas fases e a previsão de término é para 2024. Parte do investimento será bancada pelo Naming Rights do estádio e pela pré-venda dos locais que surgirão com o empreendimento. A outra porção tem sido disputada por uma empresa petrolífera e outra de varejo.

Com informações de Naíza Ximenes | AECWeb

Nenhum comentário

Latest Articles

Popular Posts